Sobre Paulo

Paulo Bocca Nunes é escritor e contador de histórias. Professor de Língua Portuguesa da rede pública de Novo Hamburgo, RS.

Possui graduação em Letras. Duas especializações: 1. Literatura e Cultura Portuguesa e Brasileira Universidade Barão de Mauá); 2. Cultura Indígena e Afro-brasileira. Mestre em Letras (Ulbra-Canoas). Mestre em Cultura e Regionalidade pela Universidade de Caxias do Sul. Está em andamento duas especializações: Sociologia e Filosofia pela Universidade Cândido Mendes. Em março de 2016 iniciou o Doutorado em Processos Culturais pela Feevale de Novo Hamburgo, RS.

Nasceu em 7 de junho de 1961 no município de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, RS. Atua na área artística desde 1978. Ator, diretor de teatro, músico, compositor, escritor, oficineiro e palestrante. Possui trabalhos em grupos de teatro, TV e rádio desde a década de 1990. Graduado em Letras pela FAE-ISEE, de Sapucaia do Sul, RS. Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), RS. Atualmente, está cursando duas especializações: Cultura e Literatura Brasileira e História e Cultura Indígena e Afro-Brasileira.

Como diretor teatral participou em A floresta feliz (1996); Contos mágicos (2003); O construtor de nuvens (2005); Machado: filosofia com um par de botas (2006); Elvira e Marcos: entre sapos e monstros (2011).

Como ator participou de vários espetáculos, entre eles: Caminhos que cruzei, amigos que encontrei (2003); Entrevista com espíritos (2004); Desencontros (2005); Circo eletrônico (2005); Branca das Neves (2005); Paixão de Cristo (2006); Luzes do Deus menino (2011).

Entre 2007 e 2016 ministrou oficinas de contadores de histórias pela Biblioteca Lucília Minssen, localizada na Casa de Cultura Mário Quintana, Porto Alegre, RS. Em 2008, junto com a diretora da biblioteca, Marília Sauer Diehl, contribuiu na criação do Festival de Contadores de Histórias, passando a ser um de seus coordenadores até 2015. O evento sempre acontecia na primeira semana do mês de outubro. Entre 2014 e 2016 foi presidente da Associação Amigos da Biblioteca Lucília Minssen.

Como músico e compositor já gravou um álbum em 1992 e tem várias composições próprias que toca em suas apresentações. Desde 2000, com a criação do projeto Castelo de Contos, atua exclusivamente como contador de histórias.

Em 2009 inicia efetivamente sua carreira literária como escritor com o livro Os amigos de Elvira, e no ano seguinte lança Marcos e o monstro e O construtor de nuvens, todos para o público infantil. Ainda em 2010 publica Serenata serena, uma coletânea de pomas. Em 2013 publicou mais dois livros: Almas esquivas (contos) e Literatura infantil contemporânea – capacitadora de leitores críticos. Publicou O guardador de estrelas para o público infanto-juvenil e o livro de poemas Entre luas e mares na Feira do Livro de Porto Alegre em 2014.

Entre 2010, já participou de mais de trinta encontros dentro do projeto Autor Presente como escritor cadastrado no Instituto Estadual do Livro, RS, e da Caravana de Escritores do Ministério da Cultura, com presença em eventos literários, culturais e Feiras do Livro, contando histórias, dando palestras e oficinas sobre contação de histórias e literatura infantil.

Em 2012, fez parte do primeiro grupo de contadores de histórias do Brasil, composto por três pessoas, a participar do Festival de Barriocuentos, em Havana, capital de Cuba, e o primeiro não cubano a fazer a abertura do evento. Sua participação foi como contador de histórias, oficineiro e palestrante, cujos temas foram a cultura brasileira e a literatura infantil no Brasil. Pelo seu trabalho atuante como contador de histórias, desde 2011 é membro da Red Internacional de Cuentcuentos (RIC), com sede em Tenerife, Espanha e conta com mais de mil contadores de histórias de cinquenta países dos cinco continentes. Seu perfil no site da RIC pode ser acessado em:

http://www.cuentacuentos.eu/narradores/miembros/brasil/PauloBocca.htm.